jump to navigation

Se, Joseph Rudyard Kipling julho 9, 2008

Posted by Jônatas Renan in 1.
trackback

Apesar de não ter encontrado nada que referisse Kipling (Wikipedia) com a filosofia cristã, mesmo sabendo que ele sempre foi um bom Indiano, filho de hindu e nascido em Bombaim, portanto, com grandes traços culturais, proponho, mesmo assim, analisarmos este texto numa ótica cristã, pois acredito que ele converge e retrata facilmente o que nós costumamos dizer e pouco fazemos. Tenho certeza que ao ler este texto, você ira aludi-lo as palavras de Cristo, assim como fiz.

Percebo mais de Jesus neste texto que na maioria dos textos pseudoteológicos que vejo hoje em dia…

Será que Deus está usando as pedras?

Se,

Se és capaz de manter a tua calma quando
Todo mundo ao redor já a perdeu e te culpa;
De crer em ti, quando estão todos duvidando
E para estes no entanto, achar uma desculpa;
Se és capaz de esperar sem te desesperares,
Ou, enganado, não mentir ao mentiroso,
Ou, sendo odiado, sempre ao ódio te esquivares,
e não parecer bom demais nem pretensioso.

Se és capaz de pensar – sem que a isso só te atires;
De sonhar – sem fazer dos sonhos teus senhores;
Se, encontrando a derrota e o triunfo, conseguires
Tratar da mesma forma a estes dois impostores
Se és capaz de sofrer a dor de ver mudadas
Em armadilhas as verdades que disseste,
E, as coisas porque desta vida, estraçalhadas,
E refazê-las com bem pouco que te reste;

Se és capaz de arriscar numa única parada
Tudo quanto ganhaste em toda a tua vida,
E perdes, e ao perder, sem nunca dizer nada,
Resignado tornar ao ponto de partida;
De forçar coração, nervos, músculos, tudo,
A dar, seja o que for, que neles ainda existe
E a persistir assim quando exausto, contudo,
Resta a vontade em ti, que ainda ordena: persiste!

Se és capaz de, entre a plebe, não te corromperes,
E, entre reis, não perder a naturalidade;
E de amigos, quer bons, quer maus, te defenderes;
Se a todos podes, ser de alguma utilidade,

Kipling

E se és capaz de dar, segundo por segundo
Ao minuto fatal todo valor e brilho:
Tua é a terra com tudo o que existe no mundo
É – o que é muito mais – és um Homem, meu Filho!

Joseph Rudyard Kipling
Anúncios

Comentários»

1. Stephanie - julho 9, 2008

Mal comecei a ler e ja entendi o que vc disse antes de colocar o texto…
Esse nos deixa sem palavras….
Depois comento mais ok??!!
Grande abraco!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: